10 de outubro de 2009

Quando eu era pequena...


E vem mais um dia das crianças. 
Fiquei lembrando de mim nesse tempo. Lembrando das coisas que eu fazia, de como era o meu jeito, de como costumava me comportar... 
Não tive uma infância miserável, não sofri abusos ou violência. Nada além de umas chineladas na bunda que eu ganhava de vez em quando, quando enchia muito o saco da minha mãe. Só apanhei da mamãe. Da vovó, nunca. Não que me lembre. Dos meus tios eu levava cascudo. Mas foram poucas vezes.
Dormi na rede com mosqueteiro, acho que até uns 10 anos. Tomei mingau na mamadeira (de manhã) até os 6 anos de idade. Hum, isso era muito bom! Mas uma coisa fui e sou até hoje: dorminhoca! 99% das palmadas que levei da minha mãe, quando criança, foram dadas antes das 8h da manhã. Tudo porque eu não acordava para ir para escola. Ela me arrumava, me penteava e me calçava comigo dormindo, cochilando, caindo pelos cantos. E apanhando. Eu chorava, mas logo era vencida pelo sono outra vez. Um dia ela desistiu, claro, e me colocou pra estudar no turno da tarde.
Na escola eu sempre fui um pouco timida. Aluna na média. Nem estudiosa, nem CDF. Dava pro gasto. 


Porém, hoje, olhando para trás, penso que o fui mesmo uma criança solitária. Brincava sozinha em casa e muitas vezes no colégio também. Adorava bonecas de papel daquelas que a gente comprava na banca de revistas e tinha que recortar as roupas. As minhas bonecas moravam dentro de livros. Elas sim eram cheias de amigas. Uma farra!
Mas não tem como pensar na minha infância e não lembrar de um disquinho que Tia Stela me deu e que eu escutei infinitas vezes em uma vitrola velha que tínhamos em casa. O disquinho chamava-se Os Saltimbancos. Tenho certeza que alguns de vocês conhecem. E contava a história do encontro do cachorro, com a galinha, com a gata, com o jumento... Juntos, eles promoviam uma revolução!

Um dia, em uma loja de cds, eu vejo aquela capa tão familiar... Era ele, o meu disquinho! Mas agora era modernoso, promovido a CD. Lindo. Comprei. E voltando pra casa já escutei. Chorei muito lembrando da época em que criança, como eu fui, brincava na rua, ralava o joelho, se sujava de terra, levava chinelada na bunda e , ainda assim, dormia feliz.


Vamos dividir saudade? 
(fotos arquivo pessoal e google)



19 comentários:

Edelize disse...

eu também escutava este disco! então vou dividir as saudades e escrevo algo lá no blog... coincidência, estava pensando em fazer uma listinha das memórias da minha infância, mas nem lembrei do dias das crianças... boa oportunidade! Beijocas.

La Sorcière disse...

Adoro esta música!!! Aliás, adoro este musical!!!
Agora, sabe do que deu saudade?
Das minhas bonecas de papel e suas roupinhas.....tinha um saco plástico LOTADO delas:)
Bj

Lúcia Soares disse...

Oi, Ivana. Correndo os olhos nos blogs queridos, enquanto filha e cia estão na casa da sogra.
Curti muito Os saltimbancos, acompanhando os filhos (veja só...rsssss). Uma delícia. Bj

Laély disse...

Oi, Ivana!
Que legal, conhecer alguém semelhante à mim: nasci em Fortaleza, fui criada em Manaus e, depois que casei, vim morar no Espírito Santo. Minha mãe e irmã, moram há muitos anos em Belém ( olha o Círio aí, gente!).
Quem prova aquelas delícias de lá, jamais esquece!
Minha mãe sempre manda açaí e cupuaçau e devemos visitá-la no fim do ano.
Obrigada por acompanhar o blog.
Abraço!

Elaine Barnes disse...

Olá! Ainda citei essa música ontem num texto que postei no "simplesmente aprendendo" Adoro ! Dividindo...Eu tinha uma boneca de papelão que tinha um imã. Os vestidos a gente recortava e colana plaquinhas de metal atras e aí colvam na boneca. Putz, lembrei disso lendo seu relato. Coisa boa! Gostei daqui viu! bjs

Clara disse...

Olá bom dia !!
Vim aqui pra conhecer o seu espaço por indicação da Elaine do "um pouco de mim".
Eu adoro ler sobre a infancia de antigamente tão diferente de agora né ? parecia que eramos mais felizes com coisas simples.
Amei sei espaço viu.
bjs e um domingo abençoado!!

M. Nilza disse...

Oie..amei ouvir a musiquinha e seu blog é realmente fofo como disse a Elaine!!

Eu tbm vou postar um pouco sobre minha infância, preciso arranjar um vão entre os compromissos de blogagens que assumi..rsss
Beijos

Gata Lili disse...

que bom que você gosta de nós bichinhos. miaaauuu...

evipensieri disse...

Oi

Vim aqui conhecer seu blog através do blog da Ciça.
Parabéns !!!

Eu ainda tenho este disco dos Saltimbancos!!!

Bjs.
Elvira

Georgia disse...

Ivana querida, que doces recordacoes. Eu tb levei muita cintada, chinelada nem tanto. Mas nao por dormir, mas porque eu era mesmo levada da breca. Meus tios e tias nunca me deram cascudos, eles nao se atreveriam, pois eu nao segurava minha língua, sempre dizia: para me bater só meu pai e minha mae. E qdo um dos meus tios quis se engracar eu fui logo dizendo que ele receberia uma mordida de mim e que eu bateria na minha prima. Eu era ruinzinha neste aspecto. Mas acredita: eu era tímida na escola, nao me entrozava. Brinquei muito com bonecas de papel como vc, e de pano que minha mae fazia com os restos que ela costurava. Mas ficam mesmo ótimas lembrancas...

Um beijao e uma linda semana

Beth/Lilás disse...

Queridonaaaa!
Olha eu aqui para dar pelo menos um alozinho neste final de domingo aqui em Londres.
Menina, isso aqui parece o filme do Harry Potter misturado com uma modernidade que nao tem limites.
Eu tambem estou feliz, mas muito cansada, ja andei muito hoje, mas lhe digo que vale cada segundo, pois sao tao lindas as coisas nesta terra que a impressao e que se esta dentro de um sonho.
Nao posso blogar, pois no hotel que estou nao tem wireless e pagar em libras para isso, sinceramente, e muito caro. Estou aproveitando o finalzinho da tarde para dar um alo a todas as amigas queridas e desejar-lhes um excelente domingo, porque o meu, esta maravilhoso.
super beijos londrinos

Roseane, disse...

Só lembro de ter levados umas palmadas apenas uma vez e foi da mamãe. Achei uma graça teu vestido. E hoje teve o círio lá em Belém...ah como eu queria tá lá... bjks e boa semana!!!

Nade disse...

Que amor de música! Isso cantei muito quando criança! Delícia de saudade, não é mesmo!
Ivana, gatona, você era uma linda garotinha! Não que não seja linda agora, mas você menininha era uma gracinha! ^^
Mulher, tô com uma saudade absurda da terrinha... Acompanhei o Círio desde que acordei hoje pelo site da RBA... Tava lindo demais!
Um Feliz Círio a você, amiga!
Bjs

Mahria disse...

A Elaine tem razão seu texto sobre sua infância, muito bonitinho. A vida simples e feliz como deveria ser a infância de todas as crianças.

Bjs
Mah

Nina disse...

que lindo, poxa!!! ivana, tu sabe que isso mexe comigo né?? tbm fui mt solitaria, eu era de lua, brincava mt com a turma, mas em outros momentos precisava ficar comigo mesma :)

disquinhos coloridos,d emusiquinha e e historinhas eu adorava, nossa, a gente curtia os do silvio santos, que delicia que era...

Vem desfrutar do Amor de Deus disse...

Oi Ivana,
Que doces recordaçoes eu vivi agora...claro que lembro dos Saltimbancos...ouvi muito com meu filho inclusive....ele amava tudo isso....
Lembrar o que fomos em nossa infancia sempre foi e será um excelente remédio para nossa vida de adultos e eu quero sempre lembrar e ser feliz...simples assim
Bjs e to te esperando lá no blog pra nossa festa de 1 ano ok?
Bjs
Marcia

Anunciação disse...

Lembranças,lembranças,boas lembranças;mesmo as que na ocasião fizeram chorar,hoje nos fazem sorrir.

Olhos e pensamentos disse...

Ai Ivana, me dá tanta saudades da minha vózinha, hj to muito saudosa dela, as vezes me sinto tao sozinha sem familia, sabe? ainda mais qdo relembro minha infancia que foi nada fácil, tenho sonhado com ela tres noites seguidas e amanha seria aniversário dela

Raquel Machado disse...

Oie...amei seu post hoje falo um pouco sobre minha infancia tambem sabe que tambem era uma criança para la de dorminhoca sem contar que ate hoje ainda sou um pouco...e eu adoro os saltibamcos lembro daquele filme dos trapalhões com a xuxa sabe...ehehe...
http://kriativa.zip.net
Bjos