30 de setembro de 2009

Francês no "Parrá"

Tenho acompanhado pela TV as visitas de Claude Troisgros - famoso chefe de cozinha, de nacionalidade francesa, mas ja alguns anos no Brasil - à Amazônia, para descobrir e fazer conhecer os sabores exóticos das bandas de lá, ou melhor, das minhas bandas.
Claude, apresenta o programa Menu Confiança do GNT e dá um show de bom humor. Eu adoro aquele sotaque arrastadíssimo. Esse sotaque, somado às palavras indígenas que usamos para denominar frutas, comidas, rios e todo o resto, só podia dar em muita risada. Pelo menos foi o que aconteceu aqui em casa!

Além  das risadas, fiquei orgulhosa de ver retratada nossa culinária que eu amo tanto. E agora, morando a tantos anos fora de Belém, percebo mais ainda o quanto esta cultura nortista é realmente fascinante - e tão pouco difundida. Fora que a comida, não é somente única, mas também muito saborosa! 

Espia só o Claude, tentando desenrolar a língua pra falar os nomes dos Rios Guajará e Acará em Belém ou ainda referindo-se a cultura "Parránaese", ao invés de Paraense!", neste vídeo de alguns erros de gravação.



12 comentários:

Georgia disse...

Ivana, marravilhoso! ahahhahaha!

Mas é assim mesmo quando alguém acorda e tem que falar um outro idioma. Essa preocupacao eu tive quando tinha que ir para o hospital e tomar alguma narcose, sempre ficava pensando: "Quando eu acordar tenho que falar alemao, tenho que falar alemao."

Ninguém imagina o quanto é dificil acordar e ter que falar outra lingua, hahahhah.

Bjus e adorei o post.

Olhos e pensamentos disse...

Que engraçadooo, Ivana eu já assisti esse programa agora tem um tempo q não vejo, o GNT é um dos melhores canais pra mim....
Mudando de assunto, pense em uma surpressa pro maridex pra qdo ele voltar, mas conta aqui pra gente, ele conhece o blog? se sim, conta depois...preparativos, reações e tudo..bjs

Déia disse...

Pena que estou sem som no computador....
Mas assim que eu puder, vou ver !

bjinho

Lúcia Soares disse...

Ah, eu adorrro o "sutaque" frrrancês!
Menina, eu sei bem o que é viver longe do amado, nunca me acostumei. Não é bom a gente criar uma dependência. Saia, passeie, fique fora de casa bastante tempo, não ouça músicas que o lembre, não veja filmes que ele gosta...Tem uma série de coisas pra gente se desligar, não pensar muito. Ah, o amor! se tivesse receita, heim? Seria tão bom...Bj

Elaine disse...

Ivana,
Tudo bem contigo? É impressão minha ou você anda meio sumida?
O blog tá meio caladinho...
Tá mesmo tudo bem?
Hein?
Beijos, meu bem.

Beth/Lilás disse...

Hello Ivana querida!

Vi lá seu comentário e fiquei até querendo te mandar um email, mas não vi nada no seu perfil, então deixo aqui minha solidariedade para dias assim, sozinha, sem maridex, pois já tive muitos dias parecidos quando ele viajava com mais frequência.
Ossos do ofício de cada um, mas também quando regressam ... hummmm, que delícia!

Adoro este programa e não vi estes sobre o Parrá, mas vou lhe dizer uma coisa, o povo pensa que Brasil é aquele mostrado nas novelas de Manoel Carlos, ledo engano, Brasil é o norte com todo esse regionalismo forte e que não se abala mesmo com os modismos que a tv, mídia e outros povos tentam.
São originais em tudo e é lá que está a alma desse país, com sua Amazônia linda e pulsante.
beijos cariocas

Anunciação disse...

Francês é o máximo!Adorro,rs.

Lúcia Soares disse...

Querridinha, cadê vous!
Saudade dos seus pitaquinhos.
Acorrrda, mulé! Vem nos fazer rir!
Boa noite, bons sonhos com marridinho!

Roseane, disse...

Concordo em gênero, número e etnia contigo, que nossa cultura é rica, fascinante e pouco difundida. Bjks

Olhos e pensamentos disse...

tem selinho pra vc

Alma inquieta disse...

Olá,

muito engraçada a tua maneira de contar...!

Um beijo de Portugal!

Lúcia Soares disse...

A Luciana me deu um selinho, a Luciana deu a você um selinho e eu lhe dou um selinho! Você merece! Bj